Monthly Archives: maio 2013

Como o utilizar corretamente o ar condicionado automotivo

O ar condicionado automotivo, para que funcione de forma satisfatória, deve ser ligado pelo menos uma vez por semana isso faz com que ele se mantenha em boa forma. Ele vai funcionar bem se for ligado com certa frequência pois os sistemas de ar condicionado automotivo que ficam muito tempo desligados, tendem a perder o gás refrigerante, ação que acontece em muitos carros usados já com vários anos de idade e certamente muitas pessoas que já compraram um carro usado com ar condicionado certamente teve que fazer a recarga do gás.

ar condicionado automotivo

Fazer a manutenção a cada seis meses ajuda a prevenir problemas no sistema de ar condicionado do veiculo, você pode procurar uma empresa especializada para verificar as mangueiras, a pressão do gás, e também o filtro de partículas, que quanto está muito sujo, mais atrapalha do que ajuda.

Para um bom funcionamento é preciso fazer alguns procedimentos básicos por exemplo: abrir bem as portas e os vidros do carro e espere alguns segundos. depois fechar as portas, ligar o carro e sair com os vidros ainda abertos. Com isso, todo o calor vai sair. Ligue o ar condicionado. pois pode ser no máximo, não tem problema. Direcione as saídas de ar para cima, assim o ar frio irá cair e resfriar uma área maior. Não deixe o ar recirculando, pois o ar condicionado vai acabar usando ar quente para funcionar. Deixe que o ar mais fresco de fora entre. Quando perceber uma melhora, aí sim feche os vidros.
Como sabemos vivemos em um país de clima quente, na sua grande parte, todo mundo gosta do conforto que ele proporciona, tanto na cidade quanto na estrada. Mas temos que saber usar nosso ar condicionado automotivo corretamente, tanto para fazer ele durar mais, quanto para que ele nos beneficie o máximo.

Acidentes de transito, revisão em seu carro e cuidados ao volante podem evita los

acidente c abraco

O novo Código de Trânsito já começa a apresentar resultados positivos: há claros sinais de queda no número de acidentes fatais e diminuição da gravidade dos ferimentos dos acidentados. Mas isto é apenas um começo. Ainda há muito o que se fazer.
É dever de cada um de nós contribuir de algum modo para a diminuição dos acidentes de transito,é importante conhecer as várias causas para sua ocorrência para que o problema possa ser atacado em várias frentes.
Os acidentes de trânsito se tornaram um dos maiores problemas de saúde pública, parece que estamos nos acostumando a tal ponto com eles que já os estamos vendo como acontecimentos naturais.

carro retorcido
Em várias circunstâncias, ficamos tão impressionados com os aspectos que particularizam alguns desses acidentes que até nos esquecemos de como suas conseqüências são dolorosas e trágicas para o acidentado, sua família e a sociedade como um todo.
O fato de muitos acharem que os acidentes têm maior chance de ocorrer em estradas ou em situações especiais ou fora do normal fazem com que fiquem mais distraídos em situações rotineiras mas no entanto, vários estudos demonstram que a maioria dos acidentes acontece com tempo bom, durante o dia e em retas e metade deles quando o motorista está próximo à sua residência.
Outros fatores prejudiciais que ajudam no aumento aos índices de acidentes é que motoristas não tem o hábito de fazer periodicamente uma boa manutenção dos veículos e o mau estado de conservação de nossas ruas e estradas a ausência de sinalização, vigilância ineficiente, inexistência de passarelas para pedestres, etc.

traseira

Na verdade 90% dos acidentes são causados pelo fator humano que incluem excesso de velocidade ou desconsideração e desrespeito às normas básicas de segurança, bem como menores ao volante situam-se entre os principais motivos em outras palavras, com os devidos cuidados, principalmente da parte dos motoristas, a maioria dos acidentes simplesmente não aconteceria!
Os acidentes raramente são intencionais e também não são naturais pois podem ser evitados, sobretudo se sabemos onde, porquê e como acontecem como comprovado por pericias.
O trânsito é um espaço de vida pública, de cidadania e de democracia por isso, faz-se necessário haver respeito mútuo com relação às normas coletivas que garantem a liberdade de circulação de cada um já que motoristas e pedestres são personagens de uma mesma cena .
Assim, um carro não deve parar sobre a faixa de pedestres, nem o pedestre deve atravessar fora da faixa, a obediência a essa simples recomendação evitaria que os atropelamentos se constituíssem no tipo de acidente de trânsito mais freqüente no país.

vitimas no chao
Entre os veículos que mais atropelam o automóvel vem em primeiro lugar ; na seqüência vêm os ônibus e as motocicletas.
A outra grande incidência de acidentes, após os atropelamentos, são as quedas, em geral de motocicletas e bicicletas – cerca de metade dos acidentados em motos não faz uso do capacete, o que é contra a lei!
A ingestão de bebida alcoólica pelos motoristas é, um dos fatores de maior causa de acidentes de trânsito é o que explica o fato de 75% dos acidentes de trânsito no Brasil estarem associados a seu uso.
Ao consumir bebida alcoólica, a pessoa tem sua capacidade visual, auditiva e motora diminuídas, e experimenta uma sensação de desinibição e falsa segurança. o motorista alcoolizado perde o cuidado, o temor e o controle do carro.

caminhao em cima

Estatísticas mostram que, o maior consumo de bebida alcoólica ocorre na faixa etária de 19 a 40 anos de idade, e os acidentes associados ao uso de álcool consistem, quase sempre, em capotamento e colisão normalmente extremamente violentos o que demonstra que o motorista estava em alta velocidade no momento em que perdeu o controle do veículo.
O sono é outro grande assassino no trânsito, motoristas profissionais, como caminhoneiros, que dirigem muitas horas por longas distâncias, e em períodos noturnos, são os principais responsáveis pelos acidentes dessa natureza, que são agravados pelo enorme porte e peso dos seus veículos.

caminhao tombado

É freqüente vermos caminhões tombados nas laterais ou no vão central de rodovias, devido ao fato de perderem o controle do veículo ao adormecerem ao volante, mas isso pode acontecer com qualquer um, portanto é importantíssimo parar imediatamente ao perceber que está ficando sonolento, descansar um pouco ou tomar algum estimulante leve, como cafeína encontrados no café ou coca-cola, para ativar o sistema nervoso, no entanto, não devem fazer uso de “bolinhas” , drogas excitatórias ou outros medicamentos fortes, que necessitam receita médica,antes de voltar a dirigir, pois o efeito pode ser pior ainda, ao dar uma falsa segurança.
Inovações para prevenir a segurança no transito não faltam mas tornam-se simplesmente ineficaz frente à irresponsabilidade desmedida.é interessante divulgar que nos casos de batidas em alta velocidade, o cinto de segurança só apresenta capacidade de proteção até a velocidade de 80 km/hora. já o air-bag, disponível nos carros mais modernos – protege até a velocidade de 110 km/hora.
Já da parte dos órgãos públicos e privados responsáveis pelas vias do país cabem adotar medidas de engenharia de trânsito, construção de melhores estradas, sem buracos e pavimentadas, com boa iluminação e sinalização adequada, entre outras infra-estruturas absolutamente necessárias. A conjunção de esforços entre a sociedade e os governos com certeza levará à minimização desse grave problema moderno.

samu
Para se ter um transito mais seguro, é primordial o respeito de todos os que usam a via pública para com os princípios de uma vida civilizada.
A melhor maneira de se evitar a ocorrência de acidentes é através de uma educação permanente que mobilize e transforme os indivíduos, modificando-lhes as motivações, atitudes e comportamentos. Só uma educação continuada possibilitará que as pessoas possam viver em cidades mais organizadas e num ambiente urbano de melhor qualidade
Trabalhar pela prevenção significa contribuir para a diminuição do número de mortes no trânsito e evitar que inúmeras pessoas se tornem física ou mentalmente deficientes ou incapacitadas.

B6 Venator Spyder, nem chegou e já está causando boa impressão

03-spyker-b6-venator-concept-geneva
Foi anunciado pela Spyker, fabricante holandesa de esportivos, a produção da versão conversível do B6 Venator, apresentado ainda como conceito no Salão de Genebra, em março deste ano.
O super carro foi batizado de B6 Venator Spyder,”caçador” em Latin, o modelo não tem mês para ser revelado, mas a data mais provável é o Salão de Frankfurt, na Alemanha, em setembro.spyker4 lanterna
Sob o capô, a versão Spyder , provavelmente deve oferecer o mesmo conjunto do cupê, um V6 de 375 cv de potência associado a uma transmissão automática de seis velocidades e tração traseira.
O Cupê apresentado em Genebra será produzido em breve e conceito sem capota deve aparecer no final do ano mas provavelmente em forma conceitual caso eles se adiantem pode ser uma ótima opção para alegrar o natal dos mais abastados.

caçador por dentro

O que confirma que os planos da Spyker para voltar a ativa não param. Depois do SUV D8 Peking-to-Paris, de uma versão mais potente do C8 Aileron, a marca holandesa investe nesse novo carro, que deve chegar em breve ao mercado ou seja como se não bastasse o futuro novo B6 Venator, eles já pensaram em sua versão conversível

Notícias dadas por sites ligados ao assunto, a variante Spyder está prevista no balanço financeiro da fabricante. Ainda segundo publicação britânica o carro já está em fase de estudos e deve ser apresentada na forma conceitual ainda em 2013.
A versão sem capota deve ter a mesma parte mecânica do cupê que foi exibido na Suíça.

spyker2 stand

Devido a boa reação do público ao conceito B6 Venator no Salão de Genebra –, a Spyker está confiante que novo carro da marca holandesa será um sucesso. O CEO da fabricante, aproveitou para reafirmar que o modelo ganhará uma versão de produção e que ela será muito perto daquilo que se viu na Suíça. “A resposta das pessoas em Genebra foi além das nossas expectativas. Não há nenhuma dúvida que o B6 Venator será fabricado”, disse o executivo em comunicado. “Ainda é cedo para confirmar as especificações técnicas de produção, mas o que eu posso dizer é que o design será muito parecido com a versão conceitual”, completou.

caçador stand

Ele também afirmou que o carro terá as mesmas proporções do Porsche Boxster e irá custar entre US$ 160 mil e US$ 200 mil. Para justificar o alto preço, o B6 ou Venator, tem chassi de alumínio e carroceria em fibra de carbono.
Graças a essa combinação o esportivo deve ter cerca de 1.400 kg. O motor é um V6 de 380 cv de potência.
O B6 Venator deve ser apresentado no ano que vem e comercializado na Europa, Oriente Médio e Ásia.