Monthly Archives: abril 2014

DIFERENÇA DO PNEU NOVO PARA O PNEU REMOLD

pneu-remold-185-65-14-inmetro-novo-zleste-14065-MLB193518754_6492-F

O pneu de um automóvel é a única peça que o liga ao solo, seja asfalto ou terra. Portanto, ele precisa estar em bom estado e em perfeitas condições para assegurar a segurança e conforto dos ocupantes do automóvel.


O pneu novo, tem toda a sua estrutura (mantas de borracha internas, amarração de aço e tudo mais que compõe sua estrutura) nova e de qualidade máxima, antes de receber a cobertura de borracha que vai finalizar o seu acabamento.

Isso o faz um pneu novo, com todos seus componentes com sua máxima duração e um elemento único com reforços internos e sem nenhuma deformação ou defeito.

Já o pneu remold é um pneu usado, que não está mais totalmente novo. Ele é raspado nas suas laterais e nas suas bandas de rodagem e, em seguida recebe uma camada de borracha vulcanizada sobre toda esta estrutura usada.

O pneu remold está mais suscetível a bolhas e deformações, já que a sua estrutura já não está nova, sendo usada e desconhecida. Além disso, ele desgasta mais rápido pelo seu tipo de borracha, que não possui tratamento ideal.

Sendo assim, o ideal é colocar pneu novo e não remold. Isso porque deve-se sempre optar sempre pela segurança, durabilidade e todos os benefícios adicionais que o pneu novo proporciona.

pneu

Além disso, o pneu remold dura menos, não oferece a estabilidade adequada nas curvas e frenagens, escorregando bastante. Ou seja, quando você opta por um remold, o valor financeiro que é economizado, compensa bem menos do que o que é perdido em segurança e conforto para os ocupantes do automóvel.

Procure sempre um centro automotivo especializado para tirar maiores duvidas e ter maiores informações sobre pneus.

COMO ESCOLHER O PNEU CERTO PARA SEU AUTOMÓVEL

bg-pneus

pnensu

Quando o pneu certo é escolhido, o carro fica mais econômico e seu desempenho melhora. Seguem umas dicas para que a escolha correta seja feita.

- Na hora de trocar os pneus, obedeça as medidas do mesmo que estava no carro ou medida opcional recomendada pelo fabricante do automóvel.

- Depois de escolher a medida, veja se o desenho da banda de rodagem é semelhante ao desenho do pneu antigo, ou seja, eles têm que servir para a mesma finalidade;

- Verifique se o Índice de peso e o símbolo da velocidade são adequados ao veículo e ao seu uso;

- Não coloque juntos pneus radiais novos com pneus de câmara (convencionais) nem por pneus reformados;

- Caso sejam repostos somente dois pneus, coloque-os no eixo traseiro do veículo;

- Quando for realizar a montagem do pneu novo, utilize também bicos e válvulas novos.

O pneu se desgasta por seu modelo, como é utilizado e o cuidado na sua manutenção e do veículo. Geralmente, os veículos de passeio apresentam desgastes maior nos seus pneus dianteiros, pela predominância da tração dianteira e o maior peso no eixo dianteiro, pela presença do motor.

Por isso, as montadoras de veículos recomendam que a instalação de pneus novos deve ser feita no eixo traseiro. Entretanto, é comum que os motoristas, quando na troca de dois pneus, os instalem no eixo dianteiro, cometendo um erro que pode ser prejudicial à vida útil do pneu.

Essas dicas precisam ser seguidas à risca, pois ajudam a manter a segurança na hora da direção.

Fique atento para as ofertas de preços atrativos de marcas desconhecidas. As fabricantes orientam que o consumidor mantenha pneus iguais (mesma marca, modelo e medida) em um mesmo eixo do veículo.

Procure um centro automotivo especializado para mais dicas e informações sobre os pneus corretos a usar.

AJUSTE DOS FARÓIS DO SEU AUTOMÓVEL

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

                       A regulagem do farol do automóvel é muito importante, pois além de auxiliar a direção noturna, pode evitar acidentes

regulando-farol

REGULAGEM DE FAROL

Quando o farol apresenta regulagem baixa, ele não ilumina adequadamente onde deveria. De outra forma, quando a regulagem é alta demais, os faróis atrapalham e até cegam a visão do motorista que vem em sentido contrário.

A regulagem correta dos faróis precisa ser feita no máximo a cada seis meses. Os faróis tendem a ficar desregulados com as trepidações que o veículo sofre no dia a dia ou, ainda, existem alguns serviços que podem não ser feitos corretamente e que afetam a regulagem dos faróis, como a troca de pneus.

O FACHO DO FAROL

O facho baixo define claramente uma linha horizontal do lado esquerdo e uma linha inclinada para cima do lado direito. Esta iluminação é projetada na parte de baixo e sem iluminação na parte de cima.

Tanto o farol do lado esquerdo como o farol do lado direito iluminam da mesma forma, ou seja, com inclinação para cima do lado direito da pista, onde ficam o acostamento e as placas.

DICA PRÁTICA

Para verificar corretamente se os faróis estão regulados, utilize a garagem da sua casa, desde que o piso dela seja plano. Atrás dos refletores do farol, existem dois parafusos, um que regula a altura de uma forma vertical e outro que regula horizontalmente.

Encoste o veículo na parede e procure nos faróis uma marca que indique o centro dos faróis. Se não houver, use o centro da lâmpada para se orientar. Então, marque na parede esses pontos.

Afaste o carro por dois metros, em linha reta, e faça um “X”, cinco centímetros abaixo dos primeiros pontos. Interligue esses dois pontos usando uma linha reta. Com os dois parafusos, fala uma checagem para ver se a linha feita na parede é atingida pelo facho de luz. É necessário realizar a regulagem dos faróis de forma que o facho de luz coincida com a linha feita na parede.

Caso queira uma regulagem bem precisa e que, além dos faróis o check up de outros itens seja feito, procure um centro automotivo especializado, com equipamentos adequados e regulados para proporcionar uma regulagem precisa e exata.