Monthly Archives: maio 2014

Peças importantes do sistema automotivo e manutenção

Existem peças fundamentais para o bom funcionamento do automóvel. Falaremos sobre duas delas: o cabeçote e o alternador.

O cabeçote

cabeçote-audi-turbo-aspirado-6

O cabeçote trabalha na parte de cima do bloco do motor, onde está localizada a câmara de combustão. Devido à explosão que acontece pela mistura ar/combustível, acontece a movimentação dos pistões para cima e para baixo. Dessa forma acontece a geração da força motriz que fará com que o automóvel movimente-se.

É um componente do sistema automotivo que funciona sob forte pressão e pode apresentar vazamentos de óleo, caso não esteja perfeitamente vedado. Esses vazamentos são detectados normalmente com o motor a frio, antes de ligar o carro a primeira vez no dia. Quando o bloco está quente, o óleo que vaza desaparece rapidamente.

Os locais para verificar vazamento encontram-se abaixo da linha de cintura da tampa de válvulas (que está em cima do cabeçote) e onde a parte inferior do cabeçote junta-se com o bloco do motor. Quando existe qualquer sintoma anormal no motor do automóvel que relacione-se a vazamentos, a melhor providência que o proprietário pode tomar é levar o automóvel a om centro automotivo espacializado, pois vazamentos podem afetar seriamente o motor do automóvel. E quanto mais essa providência for tomada, mais barato fica o conserto.

O alternador.

alternador

Já o alternador é o responsável por fornecer eletricidade a vários componentes do automóvel, como:

- Motor de arranque;

- Luzes;

- Ar condicionado;

- Sistema de som.

O alternador é responsável também por alimentar a bateria do automóvel.

O alternador é acionado por uma correia e exige manutenção constante. Geralmente, basta realizar a troca das escovas que trabalham em contato com o eixo e faz com que a corrente que se forme no seu interior seja transmitida. A vida útil das escovas é longa, mas, quando encontram-se gastas, deixam de realizar a recarga da bateria.

Esses componentes podem ser verificados corretamente em um centro automotivo especializado, onde será feita uma avaliação geral para saber o estado das peças e tomadas as providências necessárias para repará-las ou trocá-las.

Vai aproveitar as férias para viajar com seu automóvel? Eis aqui algumas dicas automotivas

como-dirigir-seguranca-estradas

Antes de sair para viagem, não esqueça de ir a um centro automotivo realizar uma manutenção preventiva no seu automóvel para que durante a viagem não aconteçam imprevistos desagradáveis. Depois, elabore o roteiro, faça as reservas no hotel e boas férias.

Aqui vão algumas dicas para observar durante a viagem, que pode fazer das férias uma maravilha para curtir.

Animais na pista: quando avistar animais andando na pista ou no acostamento, reduza imediatamente a velocidade, mas não sem antes olhar pelo retrovisor para certificar de que não tem nenhum automóvel vindo. Isso porque dependendo da forma que você parar o seu automóvel, o que está atrás pode não conseguir frear e bater na traseira do seu automóvel. Quando chegar próximo ao animal, evite buzinar e ligue o pisca alerta. Durante a noite, faróis altos podem deixar o animal desnorteado e paralisado, o que só aumenta o risco de acidentes. Espera calmamente o animal passar e sinalize para os veículos que estão vindo atrás sobre o perigo.

segurança

Bebidas alcoólicas: evite ingerir bebidas que contém álcool antes de dirigir. Estudos científicos comprovam que o álcool provoca alteração na coordenação motora e diminui os reflexos do motorista. Dirigir sob efeito do álcool é infração de trânsito gravíssima. A multa é de quase dois mil reais, além de oferecer perigo a todos os ocupantes do automóvel, pois a probabilidade de acontecer um acidente é bem maior.

Dirigir com chuva: estradas molhadas e mesmo as ruas exigem sempre maior atenção do motorista, pois ficam mais escorregadias e perigosas, tornando mais difícil o controle do automóvel. Quando a chuva está intensa, o automóvel que está a nossa frente, levanta uma cortina de água, prejudicando ainda mais sua visão. Diminua a velocidade com cuidado, não dê guinadas fortes no volante, ligue os faróis, aumentando a distância para o automóvel da frente e não freie de forma abrupta, pois além de provocar um acidente com os outros automóveis colidindo com o seu, o seu automóvel pode sair de lado, girar na pista e até derrapar.

Nas curvas: quando a curva estiver chegando, freie antes, desacelerando ao automóvel.Aumente o raio da curva, colocando-se e ficando o mais próximo possível do lado oposto: caso a curva seja para a direita, fique com o carro bem à esquerda com cuidado para não invadir a outra faixa. Só então retome a aceleração do automóvel de forma gradativa, deslocando-o para o centro da pista. Isso dará mais aderência ao automóvel. Para fazer a curva, não dê soquinhos no volante, girando bem suavemente. Caso entre rápido demais na curva, tire o pé do acelerador e reduza a marcha, mesmo que o motor suba de rotação. Nessa situação não pise no freio para não correr o risco do automóvel derrapar e até capotar.

Deslocamento da massa de ar: dirija bem atento com caminhões e ônibus. Ao ultrapassar ou ser ultrapassado por eles, geralmente um grande deslocamento de ar acontece, o que pode fazer o seu automóvel balançar. Nessa situação, segure firmemente o volante para que o automóvel não perca o controle. Mantenha a trajetória mais reta possível.
Captura_de_tela-1
Dirigir à noite: requer maior concentração e menor velocidade, pois você quase não está vendo a pista à sua frente. Tirando oq ue o farol ilumina, pode ter algum perigo à frente e você nem está percebendo. Além disso, as luzes dos veículos na direção contrária podem te deixar “cego” e atrapalhar a sua visão. Leve em conta também que dirigir à noite dá mais sono em quem já está cansado. Não mantenha seus olhos em um ponto fixo para não cochilar. Aproveite as faixas do meio e os olhos de gato para manter-se na sua faixa.
Quando estiver em situações de neblina, utilize o farol de neblina do automóvel caso ele tenha.

Essas dicas podem ajudar na hora de dirigir. Preste atenção e dirija com o máximo de segurança possível, pois a sua vida e da sua família estão em jogo. Aliás, você está de férias e vai viajar para se distrair e aproveitar e, não ter dor de cabeça. Para mais dicas sobre direção segura, procure um centro automotivo especializado.

Entendendo o modo de economia de combustível no Fiat Freemont

fiat-freemont 1
O Fiat Freemont tem um sistema que monitora muito bem e eficientemente o consumo de combustível. Daremos umas dicas e explicaremos como esse controle pode ajudar na performance do automóvel.

Para iniciar, aperte e solte o 1 ou 2 que está localizado no volante até que “FUEL ECONOMY” seja exibido em destaqueno EVIC. Aí aperte o botão 3. À partir daí, as seguintes funções de economia de combustível serão exibidas:

- Average fuel economy/fuel saver mode (AVG) esse número é a média de quanto o Fiat Freemont está consumindo/modo de economia de combustível
- Distance to empty (DTE) é a distância que o Freemont ainda percorre até que acabe o combustível do tanque.
- L/100 km é a quantidade de litros que são consumidos para que o Freemont ande 100 Km.

MÉDIA DE QUANTO O FREEMONT ESTÁ CONSUMINDO/MODO ECO DE ECONOMIA DE COMBUSTÍVEL (se disponível)

Mostra o gasto médio de combustível, calculado desde a última vez que o ajuste foi zerado. Quando o ajuste de economia é zerado, o visor irá exibir “RESET” ou traços durante o tempo de dois segundos. A partir daí, as informações históricas serão apagadas e a leitura da média continuará à partir da leitura da média antes do ajuste a zero.

Quando o Freemont estiver sendo dirigido de uma maneira eficiente em relação ao consumo, ou seja, o carro estiver apresentando um consumo bom e econômico, o indicador ECo acenderá no visor EVIC. Sempre que este indicador aparecer, o Freemont estará sendo conduzido de uma maneira eficiente com relação ao consumo de combustível. Este indicador é muito interessante, pois é utilizado para modificar os hábitos de direção de forma a aumentar a economia de combustível.

thumb_freemont_emotion_11

DISTÂNCIA ATÉ ESVAZIAR (DTE)

Mostra quanto o automóvel ainda pode percorrer até que o tanque fique totalmente vazio e o automóvel pare de vez sem combustível. Essa distância estimada é determinada fazendo-se uma média ponderada entre a economia de combustível média e instantânea, levando-se em consideração o nível de combustível atual do tanque. não existe a possibilidade de ajustar-se para zero a DTE utilizando-se o botão SELECT.

NOTA: Mudanças muito bruscas no estilo de direção ou na carga colocada no Fiat Freemont alterarão muito o deslocamento real possível de ser realizado pelo veículo, apesar do valor exibido da DTE.

Toda vez que o visor da DTE for menor do que 48 km estimados para o deslocamento, ele irá alterar para uma mensagem “LOW FUEL” (pouco combustível). Esse visor continuará até que o veículo fique sem combustível. Estando nessa situação e o Freemont sendo abastecido com uma quantidade razoável de combustível apagará a mensagem “LOW FUEL” e um novo valor de DTE será exibido.

Qualquer dúvida que ainda exista sobre alguma funcionalidade do Fiat Freemont, procure um centro automotivo especializado para maiores informações e orientações.